Sob o signo da incerteza

7 de janeiro de 2014

Os rituais que marcam a passagem do Ano Novo vão na contramão do imediato, suspendendo, por uma noite, o frenético aqui e agora e estimulando desejos para “esse ano que vem”. Quem deseja feliz Ano Novo reabilita o futuro e a esperança, contraria o eterno presente em que vive uma sociedade que aboliu a História, […]

continuar lendo