O crime das meninas

24 de maio de 2014

É imperdoável: elas iam à escola, abriam-se ao mundo, escapavam à truculência de bandidos sanguinários O clamor que o rapto das meninas nigerianas despertou no Ocidente — uma cúpula de chefes de Estado se reuniu em Paris — é o único consolo frente a um ato vil que, por seus requintes de crueldade, nos devolve, […]

continuar lendo