Notícias

Rio de Janeiro tem mais de três casos de estupro por dia

15 de setembro de 2017

A cidade do Rio de Janeiro registrou 339 casos de estupro no primeiro trimestre de 2017. O número é um pouco maior do que os 325 casos registrados no mesmo período de 2016, o que representa um aumento de 4,3% no número de casos, segundo levantamento do movimento Rio Como Vamos com base nos dados do Instituto de Segurança Pública (ISP).

Esses 339 registros de estupros na capital carioca representam 3,7 casos notificados por dia durante os três primeiros meses do ano. Apesar da queda no número registros de estupros entre 2015 e 2016 (de 1297 para 1275), o primeiro trimestre de 2017 também teve um aumento se comparado com 336 casos registrados entre outubro e dezembro do ano passado.

As regiões da cidade com mais estupros nesse período foram Campo Grande e Madureira, com 37 registros cada, e Guaratiba, com 36. Em 2016, Campo Grande foi a região com mais casos, 135. Mas um dos números que mais chama a atenção é o crescimento nos casos notificados em Guaratiba. Os 36 casos registrados só no primeiro trimestre de 2017 são mais da metade dos 71 registrados durante todo o ano passado.

Nesses registros, além do estupro, estão incluídos os casos de estupro de menor de 18 anos e maior de 14 anos, estupro de vulnerável e atentado violento ao pudor.

– Apesar da queda de casos entre 2015 e 2016, o número de registros ainda é muito alto. E vale lembrar que nem todas as mulheres vão a delegacia registrar esses casos, muitas vezes por medo do agressor. Mas é importante incentivar o registro desses casos para a polícia poder saber onde mais ocorrem e o que podem fazer para evitar novos casos – disse Thereza Lobo, coordenadora executiva do movimento Rio Como Vamos.